12 Alimentos antiinflamatórios que todos deveriam comer (e beber!)

Experimente essas formas naturais de combater a inflamação.

DeRania Batayneh, MPHPropaganda Salve  Mais

A maioria de nós já pesquisou a 'dieta' que nos ajudará a envelhecer com elegância, prevenir doenças, perder peso e otimizar nossa saúde e bem-estar geral. Mas pode haver um problema oculto que não estamos tratando. Um problema que pode estar causando o que estamos tentando consertar. Estamos falando sobre algo que ocorre naturalmente em nosso corpo - uma parte da resposta imunológica de nosso corpo. Quando administrados, vivemos confortavelmente nos movendo facilmente, sem dor, rigidez, vermelhidão e inchaço. Às vezes, vem e vai, e para outras é uma condição crônica.

A inflamação agora faz parte das conversas convencionais quando se trata de certos estados de doença. Se você fizer uma pesquisa na Amazon usando as palavras-chave 'antiinflamatório' em livros, encontrará mais de 1.400 títulos. O remédio mais natural, é claro, vem de nossa dieta. Como diz Hipócrates: 'Deixe o alimento ser o seu remédio e o remédio o seu alimento.' Com uma dieta e estilo de vida saudáveis, você pode começar a remediar ou compensar a carga colocada em seu corpo e permitir que ele comece a se curar com mais eficiência, aumentando a imunidade do seu corpo e prevenindo doenças como obesidade, problemas cardíacos, câncer e outras doenças degenerativas questões.





Aqui estão 12 alimentos que são fáceis de incorporar em suas refeições diárias. Verdadeiramente será uma delícia comer bem para o seu corpo!

quando as damas de honra devem receber seus vestidos

RELACIONADO: QUER SE LIVRAR DA BLOAT, DOR E FADIGA? EXPERIMENTE ESTES 9 ALIMENTOS ANTI-INFLAMATÓRIOS



Cúrcuma

A cúrcuma contém curcumina, um forte composto antiinflamatório que demonstrou inibir uma série de compostos pró-inflamatórios em estudos clínicos. Estudos recentes demonstraram que ele tem efeitos semelhantes aos antiinflamatórios de venda livre. Seu uso no tratamento de doenças como a doença do intestino irritável e artrite reumatóide, bem como seu papel na redução do risco de doenças como câncer e doença de Alzheimer, está sendo investigado.

Salmão

O salmão é rico em ácidos graxos ômega-3, que inibem uma enzima pró-inflamatória chamada COX. Os ácidos graxos ômega-3 também neutralizam os efeitos pró-inflamatórios dos ácidos graxos ômega-6, que costumam ser consumidos em excesso nas dietas americanas. Quer cozinhar mais salmão em casa? Temos uma série de receitas saudáveis ​​e deliciosas de salmão.

Nozes

As nozes também são uma boa fonte de ácidos graxos ômega-3 (especificamente para vegetarianos). Além disso, eles contêm vários polifenóis que atuam como antioxidantes para evitar o dano oxidativo. Na verdade, há uma série de benefícios à saúde associados ao uso de nozes em sua cozinha.



Ruivo

Um composto chave do gengibre, chamado gingerol, suprime os compostos pró-inflamatórios, incluindo citocinas e quimiocinas, bem como os agentes pró-oxidativos que levam ao estresse sistêmico. E o gengibre fresco pode ser usado em muitas receitas diferentes.

Chá verde

O chá verde é rico em um polifenol chamado EGCG; pesquisas sugerem que este composto inibe as vias pró-inflamatórias. O chá verde foi investigado por seu uso terapêutico em câncer, doença do intestino irritável e diabetes. Você pode aproveitar todos os benefícios do chá verde direto da folha ou do saquinho de chá, ou pode incorporá-lo à sua cozinha e embeber o arroz integral no chá verde. Além de absorver todos os nutrientes, o chá confere ao prato um sabor delicado e terroso.

assando bacon em papel pergaminho

Folhas verdes escuras

Verduras de folhas escuras como couve, couve e espinafre contêm uma série de compostos antiinflamatórios, incluindo vitaminas C e E e antioxidantes, que inibem os processos inflamatórios.

RELACIONADOS: ALIMENTOS SAUDÁVEIS QUE CURAM DORES, INFLAMAÇÃO E OUTRAS DOENÇAS COMUNS

Cebolas

A cebola possui vários compostos antiinflamatórios, incluindo a quercetina, que inibe a atividade pró-inflamatória e exerce efeitos antioxidantes. Quer esteja cobrindo seus hambúrgueres com cebolas grelhadas, fazendo um refogado ou cortando-os em uma salada, você apreciará o sabor e os benefícios para a saúde.

Alho

O alho vem da mesma família allium das cebolas. Ele contém vários compostos antiinflamatórios, incluindo alicina, que inibem mensageiros pró-inflamatórios. Junto com os antioxidantes, demonstrou limitar a progressão da aterosclerose e promover a saúde cardíaca.

Bagas

As antocianinas conferem cores vibrantes de vermelho, azul e roxo às frutas vermelhas, mas também são úteis por suas fortes propriedades antiinflamatórias. Foi demonstrado que as antocianinas reduzem a atividade de um composto responsável por iniciar uma ampla gama de processos pró-inflamatórios. Além disso, como antioxidantes, eles limitam o estresse oxidativo.

Vegetais crucíferos (como brócolis)

Os vegetais crucíferos contêm glucosinolatos, que são estudados por sua capacidade de bloquear um fator de transcrição pró-inflamatório. Eles também contêm vitamina K, que regula a resposta imune e inflamatória, bem como ácidos graxos ômega-3. Você já experimentou saladas de brócolis?

época do ano mais barata para se casar

Semente de linhaça moída

A linhaça contém ALA, um tipo de ácido graxo ômega-3 que ajuda a proteger contra a inflamação cardiovascular. Eles também são ricos em lignanas, um polifenol que inibe a formação do fator ativador de plaquetas (PAF), um fator de risco para inflamação.

Azeite Extra Virgem

O consumo de azeite está correlacionado com uma quantidade reduzida de marcadores inflamatórios no sangue. Pelo menos nove polifenóis diferentes atuam para limitar a inflamação no corpo por meio de vários mecanismos, incluindo a diminuição da produção de moléculas mensageiras pró-inflamatórias. O azeite de oliva é um alimento básico na maioria das famílias, pois é uma base perfeita para um vinagrete e pode ser usado para cozinhar ou assar.

Comentários

Adicionar comentárioSeja o primeiro a comentar!Propaganda